OS ANOS ADOLESCENTES. Tradução do curso de Betsy Coe, em São Paulo, por Sonia Maria A. Braga, para OMB

December 15, 2019 | Author: Amélia Aldeia Caetano | Category: N/A
Share Embed Donate


Short Description

Download OS ANOS ADOLESCENTES. Tradução do curso de Betsy Coe, em São Paulo, por Sonia Maria A. Braga, para OMB...

Description

OS ANOS ADOLESCENTES Tempo da Boca Comendo para o desenvolvimento físico Questionando para o desenvolvimento cognitivo Falando para o desenvolvimento psicossocial Tradução do curso de Betsy Coe, em São Paulo, por Sonia Maria A. Braga, para OMB

Por que o adolescente não gosta da escola?

• • •

• • • •

Ter que acordar cedo. Pouco trabalho significativo. Pouca experiência real de vida. Pouca interação social. Pouca diversão. Pouca autonomia – muitos chefes. Pouco movimento.

“As escolas, como são hoje em dia, não estão adaptadas nem para as necessidades do adolescente nem para o tempo que vivemos.”

“Há um desencontro volátil entre as necessidades psicológicas e intelectuais do adolescente e o currículo e a estrutura da escola hoje.”

Adolescência: adolescere – crescer para a idade adulta

Mudanças significativas: • Universais Ataque da puberdade ou mudanças biológicas. Surgimento de uma forma de pensar mais avançada. • Cultural e social Mudanças psicológicas

Adolescência é um momento marcante no desenvolvimento de uma pessoa. Durante a adolescência há uma superprodução de células cerebrais, que dão aos jovens a oportunidade de aperfeiçoamento, enquanto surgem sinapses em todo o cérebro; há uma razão neurológica para envolver o adolescente em atividades responsáveis e introduzi-lo a novas experiências para construir um cérebro saudável. A experiência durante estes poucos anos determina muito sobre o trabalho ético dele, interesses, auto-estima, moralidade e crenças que levam para a idade adulta.

História e Novo Conhecimento



• • • • • •

Pensou-se que o cérebro completasse seu desenvolvimento aos 6 anos. Nova tecnologia segura para estudar o cérebro. Exuberância de crescimento celular na adolescência. Conexões são feitas aos 14 anos. Mudanças no comportamento observados aos 17 anos. Completo aos 20 anos – perde flexibilidade. Segunda chance.

Período Crítico

• • • • •

Vulnerabilidade – reconectando / reorganizando. Impacto do álcool e da nicotina. Efeitos do bullying. Importância de experiências positivas durante este período. “perdê-lo usá-lo” – a teoria.

Lendo pistas sociais



• • • •

Experiências emocionais não são bem integradas ao processo cognitivo. Leitura de expressão facial: do vôo à briga. centro emocional x lobos frontais / centro do raciocínio. Reações impulsivas podem ser extremas. Percebe as experiência de forma diferente do adulto.

Funcionamento executivo

• • • • •

O lobo frontal é local de muito crescimento. Predição, reflexão, organização, julgamento. Descrevem-se como num “nevoeiro”. Anos da “montanha-russa”. 3 Ds: distração, desorganização, desinteresse.

Controle do Impulso

• • •

Falta de opções / habilidades. Não percebe conseqüências / causa e efeito. Tem paixão e cansaço, mas não tem intervalos.

Vivendo riscos



• •

Muita ou pouca dopamina: necessária para o processo. evolutivo para o acasalamento. Necessidade de fazer coisas loucas e selvagens. Necessita de mais estímulos que o adulto, para engajar-se.

Sono

• • • • •

Precisa de 9:25 horas de sono diários. O ciclo de sono é de, pelo menos, mais 2 horas. Muitos estímulos à noite: 24 horas de TV, computador, etc. Tentativas de manter-se acordado com café e energéticos. Cria um ciclo vicioso.

Falta de sono

• • • • • • •

Mais emotivo. Menos controle e mais comportamento exagerado. Mais tristeza / menos esperança. Falhas de memória. Trabalho escolar pobre. Dorme em sala de aula. O cérebro não consegue recarregar.

Implicações • •

• •

• • •

Precisa de um sistema seguro. Solução de problemas: e se... Sistema organizacional, reflexão. Necessita de um adulto que seja significativo como mentor “Substituir” o lobo frontal por um adulto aliado, alguém que conheça o adolescente por completo. Precisa de altos riscos seguros / atividades estimulantes. Precisa de rotina de sono. Precisa de informações sobre seu cérebro para ajudá-lo a fazer boas escolhas.

Necessidade de Sistema Seguro

• • • • • • •

Rotina diária e adultos confiáveis. Formatos organizacionais. Gerência de horário. Ferramentas organizadoras para as coisas e os pensamentos. Estrutura para tomar decisões. Apenas uma ou duas direções de cada vez. Pontos de referência como guias de estudo.

Necessidade de alto risco seguro & Atividades estimulantes •

Alto Risco

Esportes radicais. Viagens de aventura.s •

Currículo estimulante

Escolhas. Projetos em grupos. Áreas de paixão. •

Trabalho significativo, do mundo real

Aprender a servir (solidariedade/voluntariado). Programa de intercâmbio. Empreendedorismo.

Artes criativas.

Necessidade de rotinas de sono



• •



Iniciar mais tarde / não iniciar com assuntos acadêmicos Respeito ao relógio biológico com agenda Não encorajar estimulantes artificiais para estarem acordados pela manhã Deixá-los dormir até mais tarde nos finais de semana

Apoio do adulto •

Substituto do lobo frontal

É o executivo das atividades funcionais Aulas sobre responsabilidade pessoal e social •

Programa diário heróico

Informações sobre o desenvolvimento do cérebro Atitude positiva diante das mudanças e da adolescência •

Professor mentor

Alguém que conheça bem o adolescente Entendendo as diferenças no desenvolvimento

Desenvolvimento Físico







• • • • •

Crescimento dos pés e mãos, depois dos membros e finalmente, do tronco. Nariz e orelhas crescem antes do rosto amadurecer e ampliar-se. Aumento de peso, altura, tamanho do coração, capacidade do pulmão. Nova falta de refinamento da força muscular. Ossos crescem mais rápido que os músculos. Flutuação no metabolismo. Apetite voraz. Características sexuais e mudança de voz.

Apoio ao desenvolvimento físico •

• • •



• •



Providenciar sala de aula espaçosa que permita movimentação: pouco mobiliário e espaço livre. Providenciar material resistente. Espelhos fora dos banheiros. Uma agenda em sala que permita movimentação assim como estimule jogos, projetos, artes criativas. Disponibilizar informações sobre o desenvolvimento do adolescente. Providenciar informações sobre alimentação. Atividades diárias não competitivas no programa de educação física. Prover aulas de campo.

Desenvolvimento cognitivo • • • • •

• • • •

Potencial para novas e diferentes formas de pensamento. Plano prévio para antecipar e formular objetivos. Raciocinar com hipóteses com 2 ou mais variáveis. Antecipar atitudes e valores não questionáveis. Entender analogias, trocadilhos metáforas e sistema simbólico. Curiosidade intensa. Prefere aprender ativamente com pares. Trabalho real e significativo. Metacognição.

Apoio para desenvolvimento cognitivo •

Oportunizar aprendizagem ativa e experiências manuais. Isto ajuda os estudantes visualizarem a solução de problemas e partirem para raciocínio complexo.



Prover experiências com artes criativas. O adolescente gosta de responder a idéias abstratas a partir de filmes, teatro, pintura, dança e música.



Prover literatura que permita ao estudante apossar-se da universalidade de suas preocupações e conflitos.



Oferecer estrutura organizacional: roteiros para tomada de decisões, tomar notas, etc.



Providenciar ambiente de aprendizagem com estrutura segura, expectativas claras, escolhas, grandes blocos de horário, etc.



Oferecer um ambiente de aprendizagem que lhes dê oportunidade de trabalho com grande número de pessoas – pares e tutores.

Apoio para desenvolvimento cognitivo



• • •



Oferecer oportunidade para o discurso Socrático e debater suas idéias sob ponto de vista menos emocional. Oferecer momento e atividades para reflexão. Oferecer oportunidades para explorar áreas de paixão. Oferecer desafios e estímulos cerebrais para praticar pensamento abstrato. Oferecer muitas referências para que o estudante antecipe atividades adequadas.

Crescimento psicossocial • • • • • • • • •

Experimenta vários papéis – valorização. Pseudo estupidez. Audição imaginária. Fantasia pessoal. Desenvolve relacionamento significativo com pares. Ordem social – justiça. Autonomia – independente e interdependente. Deseja adultos significativos que o aceitem. Vive conflitos em função da lealdade aos pares e à família.

Desenvolvimento moral

• • • • • •

Idealista. Hipocrisia. Interesse por grandes idéias e questões. Pode ser reflexivo, analítico e introspectivo. Pode iniciar a ver múltiplas perspectivas. Confronto entre moral rigorosa e questões éticas.

Apoio ao crescimento psicossocial e moral •

Oferecer um ambiente psicossocial e emocional seguro onde respeito e responsabilidades sejam modelos.



Oferecer tempo livre para socialização e estabelecimento de amizades



Oferecer atividades de aprendizagem cooperativa.



Oferecer oportunidade para participação significativa na escola e na comunidade.



Oferecer atividades de aprendizagem usando as estratégias de comunicação.



Oferecer professores mentores.



Oferecer aulas de educação sexual.



Oferecer oportunidade para reflexão e anotações pessoais.



Oferecer um currículo com grandes idéias e conceitos.



Orientar a família na aplicação de recursos de apoio para estimular a autonomia emocional.

De que lado? Lutando Lutando para sobreviver ao agora Lutando para ter minha própria identidade Lutando para saber o que é melhor

Tentando entender Querendo entender o porquê Desejando, esperando, sonhando, fixando metas para o futuro

Atingindo-as Tentando ser um indivíduo e parte de um grupo Esperando que tudo esteja certo... Ficará bem Olhando para o futuro

O adulto precisa apreciar



• •

Aprender o máximo que puder sobre o adolescente, o crescimento do cérebro, e os desafios dessa fase. Isto lhe dá uma perspectiva realista. Não se prenda a modelos deficitários dos adolescentes. Relembre-se de sua própria adolescência.

Respeito

• •

• •

• •

Respeite-os. Respeite a necessidade de serem eles mesmos e os direitos deles de serem diferentes de você . Respeite suas idéias. Respeite a necessidade de tomarem decisões e o direito de fazerem confusão em suas vidas. Respeite o crescimento deles, mudanças e desenvolvimento. Respeite a vulnerabilidade deles e a dificuldades destes anos.

Modelo



• •

O que você diz é ouvido? O que você faz é visto? Que modelo você quer ser?

A adolescência é uma das mais interessante e talvez complexa etapa. Ao mesmo tempo em que os jovens assumem responsabilidades e experimentam a independência, eles buscam por sua identidade, aprendem a aplicar valores, desenvolvem

capacidades que os ajudarão a transformarem-se em adultos cuidadosos e responsáveis. Quando os adolescentes são apoiados e

encorajados pelo

cuidado dos adultos, eles

trilham

inimagináveis caminhos, tornando-se membros referenciais e contribuintes da família e da comunidade.

Os adolescentes têm o potencial de mudar padrões negativos sociais de comportamentos e de quebrar ciclos de violência e discriminação que passam de uma geração a outra. Com criatividade, os jovens podem mudar o mundo de forma surpreendente, tornando-o um lugar melhor para eles mesmos

e todos os demais, vivendo as bases do objetivo Cósmico de Montessori.

View more...

Comments

Copyright � 2017 SILO Inc.
SUPPORT SILO