A Estação Resgate é uma unidade recicladora de resíduos da construção civil (RCD)

April 18, 2017 | Author: Luiz Henrique Paiva Gusmão | Category: N/A
Share Embed Donate


Short Description

Download A Estação Resgate é uma unidade recicladora de resíduos da construção civil (RCD)...

Description

ESTAÇÃO RESGATE RECICLAGEM S Ç O SG CC G Sistema único de Reciclagem de Resíduos da Construção e Demolição e aproveitamento dos resíduos para fabricação

A Estação Resgate é uma unidade recicladora de resíduos da construção civil (RCD) 9 Os idealizadores do projeto Estação

construtoras

Resgate, acreditam que através de um sistema de reutilização e fabricação de produtos que tenham a sua utilidade infinita possam contribuir para uma

produto prod to reciclado

resíduos

melhoria contínua de vida; reciclagem

9 Acreditamos que, em longo prazo, o sistema

crie

um

ciclo

onde

os

habitantes geram seus resíduos e que a reciclagem absorva em 100% tudo o que

foi

gerado,

devolvendo

aos

mesmos habitantes produtos fabricados a partir do resíduo que foi gerado.

O PROBLEMA O PROBLEMA

9 Geração

de Resíduos aumentando a cada dia;

9 Aterros com vida útil em fase de esgotamento;

9 Extração de Recursos Naturais corrompendo a vida na Terra;

VOCÊ SABIA QUE TODOS OS VOCÊ MUNICÍÍPIOS S MUNIC SÃ ÃO OBRIGADOS POR LEI A REALIZAR A DESTINAÇÃ DESTINAÇ ÃO CORRETA DOS RESÍÍDUOS DE CONSTRUÇ RES CONSTRUÇÃO ÃO CIVÍL?

CONAMA 307 Dispõe sobre gestão dos resíduos da construção civil. Estabelece diretri diretrizes, es critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil.

UMA SOLUÇÃO INTELIGENTE – CASO SÃO PAULO Ã

CENÁRIO MANAUS CENÁRIO MANAUS

A R iã N t A Região Norte produz  d 3.332 t/dia / 2.258 toneladas de resíduos são descartados di i diariamente por E Empresas Geradoras de Resíduos - EGR’s sem licenças ambientais

de Resíduos

Tendência de aumento da geração de resíduos 2012-Copa das Confederações 2014-Copa 2014 Copa do Mundo

47% são resíduos perigosos

Fonte: Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas - IPAAM

TECNOLOGIA: Processo Produtivo TECNOLOGIA: Processo Produtivo

RECEBIMENTO DE RCD RECEBIMENTO DE RCD

BENEFICIAMENTO = AGREGAR VALOR

VENDA DE MATÉRIA‐PRIMA VENDA DE MATÉRIA PRIMA PARA A CONSTRUÇÃO CIVIL  PARA A CONSTRUÇÃO CIVIL (AREIA / PEDRA / BRITA/ RACHÃO / PEDRISCO / MADEIRA) Missão: Proporcionar um novo olhar para a mineração, minimizando a extração de recursos naturais, agregando valor e proporcionando o destino correto aos resíduos da construção civil

METODOLOGIA

CAMINHÃO ENTREGA ENTULHO

AVALIAÇÃO VISUAL DA QUALIDADE

SEPARAÇÃO MANUAL BRITAGEM DOS RESÍDUOS

CLASSIFICAÇÃO

EMPILHAMENTO

PENEIRAMENTO

ESTOCAGEM

SEPARAÇÃO MAGNÉTICA

VENDA

IMAGENS DO PROCESSO  PRODUTIVO

APLICAÇÕES DOS PRODUTOS APLICAÇÕES DOS PRODUTOS

AREIA usos não estruturais (ex: produção de argamassas de assentamento; enchimento de tubulações; outros usos secundários) argamassas produzidas em obra

RACHÃO - drenos grandes; muros; contenção de encostas, reforço de sub-base

BRITA 1 e 2 - Material para base e sub-base de estradas; produção de concretos não estruturais; drenos; preparação da base de pavimentos; estacionamentos

PEDRISCO comercializado para fábricas de blocos de concreto, t alvenaria l i de vedação

TRIPÉ DA SUSTENTABILIDADE TRIPÉ DA SUSTENTABILIDADE

AMBIENTAL ECONÔMICO

•Aumento da vida útil do aterro

• A matéria-prima (RCD) é recebida com ônus para gerador

•Redução da emissão de CO2, se comparado a uma mineração convencional

• O fornecedor (gerador do resíduo) é t bé cliente também li t ((comprador d d dos produtos) d t )

•Monitoramento da emissão de CO2 •Preservação dos recursos naturais •Destinação correta dos materiais

•O transportador passará a agir com Logística Reversa

9Sistema Unificado e Contínuo 9Responsabilidade socioambiental

•Redução da produção de resíduos sólidos

SOCIAL •Possível parceria com a SEHAB/CDHU para o fornecimento de materiais de menor custo para habitações populares •Capacitação dos transportadores como agentes multiplicadores l i li d •Aumento da renda dos transportadores

BENEFÍCIOS ECONÔMICOS E AMBIENTAIS:  CICLO DE CUSTOS DO TRANSPORTADOR

REDUÇÃO DO CUSTO DE MATÉRIA PRIMA: TRANSPORTADOR ( t lh ) (entulho)

CERCA DE 50%

(+) R$ 150,00 (-) R$ 65,00 ((-)) R$ $ 50,00 ,

CONSTRUTORAS (produtor de entulho e consumidor de material)

ATERRO

ESTAÇÃO RESGATE

(+) R$ 40,00 40 00 TRANSPORTADOR (material reciclado)

REDUÇÃO DE EMISSÃO DE CO2 COM A EXISTÊNCIA Ê DA ESTAÇÃO Ã RESGATE:

3.821,09 t/ano Fonte: Estação Resgate São Paulo

Com Estação Resgate

Sem Estação Resgate

(+) 150,00

(+) 150,00

(-) 65,00

(-) 50,00

(+) 40,00

0

Total: R$ 125,00

Total: R$ 100,00

EQUIPE

Gilberto Meirelles Neto: Mestrado em Administração de Empresas (MBA Marketing Major – 1 ano) Saint Mary’s University (SMU) Halifax, NS – CANADA; Pós Graduado em Comunicação com o Mercado pela ESPM/SP; Delson Monteiro Lopes: Engenheiro Civil formado pela Escola Politécnica da USP; Érika L Bassi: Técnica em Administração Financeira (SENAC, Guarulhos); Helane Maia: Pós Graduação em Gestão Financeira e de Negócios; Patrícia Simas: Geógrafa formada pela USP em São Paulo. Paulo

NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO  E RESULTADOS FINANCEIROS São necessários investimentos em o o de R$ $ 1.670.000 6 0 000 referentes e e e es torno à: 81% % - Veículos e cu os e Equipamentos qu pa e tos ¾8 ¾ 11% - Licenciamento e Projeto ¾ 8% - Construções

RECEITA ANUAL ESTIMADA: R$ 1.920.000 Considerando a entrada do entulho e venda do produto reciclado

CUSTOS E DESPESAS ANUAIS: R$ 1.070.000 IMPOSTOS: R$ 425.000

LUCRO LÍQUIDO ANUAL: R$ 425.000

ANÁLISE DA OPORTUNIDADE ambientes externo e interno

Fraquezas • • •

Presença de contaminações em RCD Preconceito quanto ao uso de agregado reciclado Pouca fiscalização

Forças • • • • • • • •

Ameaças •

Mudança Cultural – Dificuldade de reconhecimento dos benefícios do produto

Ganho no recebimento da matéria prima Garantia de Qualidade do Produto Final Garantia de Qualidade da Matéria Prima Custo Baixo do produto Escalabilidade do Processo Produtivo Melhoria Socioambiental Promulgação de Leis municipais Aumento da renda dos transportadores

Oportunidades • • •

Poucas ATTs e Recicladoras Obrigatoriedade de destinação adequada G h de Ganho d mercado d por menor preço:

CONTATO

Gilberto Meirelles Neto [email protected] g (11) 2503.3500 / 9616.5866 Érika É ik B Bassii [email protected] (11) 2503 2503--3500 / 8388 8388--1142 Site: www.estacaoresgate.com.br

View more...

Comments

Copyright � 2017 SILO Inc.
SUPPORT SILO